terça-feira, 16 de novembro de 2010

O Grito do Silencio


Só silencio

Lá fora ouço os carros a passarem rapidamente de um lado para o outro

Este som de não ouvir nada pode assustar

Mas também pode acordar as mentes mais adormecidas

Irónico o nada poder ser um grito profundo junto aos nossos ouvidos

Barulhos de outras vidas misturam-se com os meus pensamentos

Eu, os meus pensamentos, as minhas dúvidas e receios

Eu e os meus anseios e coragens de ir mais além

Quero sentir-me quente e não me mexer daqui

Sinto-me amparada por uma força invisivel

Quero que existas e deixes de ser silencio

Mostra-te, deixa-me ver a tua forma de ser

O que sera que roda e roda aqui à volta, entra na minha cabeça e mexe comigo

Sono, apetece-me ter sono e ir dormir

Sinto os olhos pesados e gosto dessa sensação

Canta-me uma canção em silêncio como se eu voltasse ao meu passado e não soubesse nada desta vida

Diz-me que tudo é um sonho e que eu sou uma ideia inventada e cheia de verdades

Quero ser criatura nascida de notas musicais

Faz-me acreditar que tudo é interessante e feito à minha medida

Deixa-me ver como é caber neste mundo e abrir os olhos

Agarro nestas mãos e toco no rosto à minha procura

A ver se me encontro um dia destes...

Se não visse no espelho o meu reflexo diria que sou uma miragem

Acreditaria que sou fruto da minha própria imaginação!

Código genético fechado e poderes de reinados antigos

Que destino o meu ser assim...

Ver coisas que os outros não conseguem ver

Viver a dormir enquanto sonho

Acorda-me…

Beatriz


Inocência sem pedido de intenção

Voz com forças unidas de outros

Movimentos desprendidos de saber

Olhos fechados de quem está noutro lado



Tamanho pequeno com energia imensa

Cor de pérola e cheiro a alecrim

Delicadeza em cada canto deste ser

Menina de luz que ganhou vida



Vieste por bem a todos nós

És amada incondicionalmente

Sinto muito apenas por ele

Dos abraços que não te pode dar



Eu tento dar-tos a dobrar Beatriz

Eu falo por dois e sorriu por ele

Sou porta voz de quem têm o teu sangue

Sou o calor que ele têm para te dar



Não podes receber o seu toque

Mas a mim me tens para o sentir

Toca na minha mão e sente a dele

Olha nos meus olhos e vê-o a olhar-te





Nunca te esqueças que ele te ama

Nunca te esqueças que ele te ama



Por mim do teu avô Carlos!

Porquê?


Porque correm sem saber para onde nem com que sentido?

Onde vão com tanta pressa e tão cegos?

O que vos chama assim docemente que se torna loucamente irresistivel?

È um som não é?

É um leve som que pede e puxa os vossos corpos para irem em frente

De longe vejo-vos seguirem esse rumo sem futuro

Não o vosso mas o de quem vos chama para seu próprio prazer

Que atitude é essa a de seguir a voz de quem não vos é nada?

Open you eyes...

Sigam a vossa voz interior, só essa existe e nasceu dentro de nós

Não sigam vozes doces e aparentemente inocentes

São tudo menos isso, são vozes vazias de humanidade!

Não somos soldados a caminho de uma batalha mortal

Portanto, não corram para o abismo, chega de darem passos em falso

Deixem que o abismo venha ter convosco se for esse o vosso destino

Apercebo-me de que não vivem da forma que escolheram viver

Vivem a vida da forma como alguêm vos disse que deviam viver, so wrong!

Quem vos disse que isso é viver? Quem?

Ninguem têm o direito de nos dizer como devemos viver a nossa vida

Se assim fosse a vida não era nossa, era de todos

E não é, a minha vida é só minha, não é vossa nem é de mais ninguem, é minha e só minha!



Não sou egoista mas o que é meu e meu, é claro para mim!



Um Sonho de Menina


Um dia uma menina muito bonita disse-me que se apaixonava demasiado, que quando conhecia alguem que a cativava, apaixonava-se perdidamente e perdidamente se entregava!



Contou-me isto como se fosse algo não muito recomendável, como se gostasse de ser diferente, mas depois disse-me que sempre foi assim e que não vai mudar porque os outros não têm espaço no coração para tanto amor...



Fiquei ali, na frente dela, olhei-a, disse mil obrigados em silencio e pensei, esta miuda é fantástica!



Os olhos estava caidos embora a postura fosse de coragem, agarrei-a e disse-lhe de rajada tudo o que ela me tinha feito sentir, e mais, afirmei que não deve mudar por ninguem.



Menina, não és tu que amas demais, os outros é que não sabem amar, têm medo do tanto que isso significa.



A verdade é que passado algum tempo essa menina ficou sozinha quando estava numa relação ja fazia dois anos, amava e cuidava diariamente da pessoa com quem estava, até hoje não compreende o que aconteceu e sente-se magoada, foi traida, assistiu a tudo, chorou na frente de todos e foi embora.



Nunca mais falou com quem a traiu mas tenho a certeza quem pensa por vezes nas memorias passadas a dois, nos sorrisos.



Conheço a pessoa que a traiu, sei o que sente e o que sentiu na altura, arrepende-se, admite que foi um erro, que nunca devia ter traido a menina bonita mas aconteceu!



Pediu perdão sem sucesso, nunca vai esquecer aquela menina dos olhos tristes e cabelo de ouro queimado, continuou o seu caminho e deixou o trauma para trás.



Até hoje nunca se encontraram, vivem com medo desse dia chegar...



Será que se vão olhar...? O que será que vão sentir...?



Enfim, a menina hoje é feliz ao lado de outra pessoa que lhe dá valor, acredita no Amor e continua a amar perdidamente!



Never look back babe, forget all about the bad stuff, you deserve better!



E assim acontece um sonho de menina, nunca pares de acreditar, respeita-te, ama-te e sim ama perdidamente, porque não?



Sem medos, força, lambe as feridas e segue em frente, o teu coração é gigante, cabe lá todo o Amor do mundo!



Eu gosto de quem és!



P.S: Sorry...

Uma Mulher Poderosa


Precisas de te sentir seguro e em controlo do teu mundo, eu compreendo.

Queres ter todos os planos traçados, a nível emocional também, mas não é essa a minha realidade!

Convences a tua mente de que sabes o que queres mas talvez não saibas, não mandas no amanhã e dificilmente aguentas o agora que te retira a respiração a te faz abrir os olhos.

O poder é forte, entranha-se em ti e explora-te, diz-te que não quando menos esperas e não te responde sempre que fazes perguntas.

Faz-te confusão é?

Aprende a inovar, pensa e sê criativo, gostas de mistérios então agarra nessa garra energética e emprega-a aqui no abismo escuro e envolvido numa atmosfera sedutora do não saber o que vai acontecer.

Quem sabe quando vai acontecer algo de novo, não esperes convites, já que gostas de jogar, vamos em frente e enfrentarmo-nos, quem resiste a quem?

E como? Até quando?

A habituação de teres tudo quando queres e como queres deve ser aborrecido!

Experimenta algo novo, algo que têm vida própria e que define a sua vida sabendo que o numero um vêm sempre antes do número dois…

É tão mais interessante e com uma incrível capacidade de te cativar, tu vais ver, deixa passar o tempo, muito devagar, sem pressas como gostas, com um e outro “não posso” pelo meio e palpitações inesperadas!

Viver, sentir, não deve ser assim de tão fácil acesso, tudo o que é já ali ao virar da esquina não te faz correr perdidamente.

A chama até pode arder uns dias mais e outros dias menos, é normal, mas não pode nem deve ser tudo como queres.

Go with the flow darling!

Entrega-te ao querer, à vontade de ter e corre atrás, estas demasiado habituado a teres tudo nas mãos, vai ser estimulante teres algo novo, teres não, poderes ter…

Poderás aprender a marcar seja o que for com antecedência, não em cima da hora, porque tu não és o centro das atenções, és especial, mas mesmo assim não és o mais importante!

Aplica-te se queres mesmo conquistar alguém, demonstra-o, sê um homem!

Isto claro se o que queres é uma mulher poderosa…

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

To love another human being


Amar, o verdadeiro ar que precisamos para respirar

Precisar tanto de alguém que dói

Sim o amor pode doer, uma dor quase boa de sentir

Uma sensação de nó na garganta porque as saudades te apertam a alma

Por vezes queres esquecer o quanto amas de tão intenso que é, mas quando estas no braços dela, dele, o teu mundo encontra-se dentro de si mesmo, tu encontras-te dentro desse amor colorido e cheio de movimentos

Mexes-te e percorres o mundo numa tentativa de esgotar tanto sentimento

Gritas para o mundo te ouvir, eu amo!

Os teus olhos brilham como uma lua e os lábios ganham uma cor de vida que mostra a paixão imensa que trazes ai contigo

Respiras fundo para passar um pouco mas não passa nada

Dás por ti a desejar que esse abraço dure para sempre

Pedes aos céus que esse AMOR não termine mais

Suplicas que te consuma em fogo ardente

Atiras-te para o chuveiro e esfregas a cara para teres a certeza que não estas a sonhar, que o que estas a viver é real, amas e tens amor de retorno

Tens um amo-te de manhã, tens um abraço ao fim da tarde, tens um beijo ternurento antes de ires dormir

Agarra-te a ti, cuida desse sentimento divino, merece-o e oferece-o a quem te faz bem, a quem te entrega os seus momentos de vida, a quem fica a teu lado nesta caminhada incrível

Experiencia a loucura por favor, escuta a paixão que te chama, só isso é merecedor da tua coragem

Saí de casa e compra-lhe flores, planeia surpresas, sente...sente... sente...

Mete a mão no teu coração e fecha os olhios... consegues ter as batidas entre os dedos se tentares...

Ouve música enquanto observas a tua pessoa amada

Entende o que tens em mãos e cativa…cativa sem parar…

Como é bom amar alguém….como é bom ter noção do que temos, do que nos deram e do quanto queremos e podemos dar para fazer alguém feliz

A felicidade é feita de momentos, momentos curtos e de cortar a respiração e momentos longos de sorrisos inexplicáveis

Sorris sem saber do quê, é o teu coração a cantar e a puxar os teus lábios para os lados

Quando estas num abraço apertado o tempo lá fora congela e faz neve

Ao mesmo tempo, juntam-se as estações todas no ano num só momento

Os frutos amadurecem e o céu ganha cores que só vocês podem assistir

Caem flocos de neve sobre os vossos corpos e o sol aquece-vos a pele

No espaço onde estão, onde estão outras pessoas, vejam como se deslocam de forma diferente, mais segura, os pés no chão estão quentes, os braços caídos desenham lindas elipses no ar, são leves como uma brisa suave que nos acaricia o rosto

Como é bonito viver um amor

Vivam tudo, dont be afraid to fall in love, it´s the greatest ting you will ever do in your live!

Life is so strange sometimes


Então tens um caminho traçado, alinhavado digamos, um caminho com o destino final que tu escolheste.

Acreditas nos passos que dás, acreditas nas portas que abres e acreditas nas portas que fechas.

Tudo por esse caminho, para que seja certo, sem erros, não tens tempo a perder com erros ou descuidos, a vida é demasiado curta e importante para errar

Arriscas por vezes andar na corda bamba, mas a vida é isso mesmo, é um risco que decidiste assumir, és forte, vais lá chegar.

Por vezes não vez muito na tua frente, está nevoeiro não é?

É aí que te entregas à tua intuição tão mística, tão singela.

O que tiver de ser teu será, se não é teu é porque nunca te pertenceu.

Continua, passo a passo, uns dias mais leves que outros, com o corpo mais carregado de memórias que ocupam a tua mente

Memórias boas, sempre, mais uma vez, não existe tempo a perder com memórias sem peso, com coisas que não te tocam no fundo de ti

Podes olhar para trás, como é bom olhar para trás e sorrir, porque não tens nada a apagar, porque viveste a tua vida com sinceridade e honestidade e não tens nada de que te arrependas

Isso é um privilégio e faz de ti a pessoa que és, uma pessoa que sabe para onde quer ir e que não tem medo de caminhar em direcção à felicidade

Tens dias de maior equilíbrio, outros de balançar em balançar, mas não te afundas, não fazes asneiras, não te perdes com tentações.

Não és uma pessoa rígida nem inflexível, apenas já viveste muito e sabes aquela pequena mas fundamental parte que necessitas para fazer o teu mundo completo e digno de te entregares.

A bagagem cresce a toda a hora, sempre em cima de ti, fazes de tudo para processar os pensamentos e separa-los em várias áreas, assim sabes onde os guardar nas tuas gavetas emocionais

A gaveta das memórias sobre o que podia ter sido é a que mais me cativa, porque me coloca a pensar o resultado de coisas que nunca tiveram um final com lógica, coisas que ficaram a meio por medo, por insegurança, porque não sabes porquê, tantas razões, mas mais razões terá a vida por essas historias terem ficado a meio

Não olhes para o chão, olha em frente, não te preocupes com o consumo dos outros em relação a ti, és bem maior que isso, tolera-os e mostra que não és nenhuma presa fácil, ferida, que aguarda por orientação, tu não precisas disso, tu sabes bem do que precisas e não tens de o anunciar a ninguém, so tu sabes bem e quem te ouve antes de deitar, aquelas palavras que dedicas à tua fé, não tem mal nenhum, diz o que queres, diz o que pensas e amanha faz com que acontece, não tens de ir atrás nem dar passos atrás, na minha opinião devias ficar onde estas, espera sem pensar, acredita sem pressas, a vida tem tanto mais para te oferecer.

E eu acredito que estas a caminho da tua felicidade, do teu destino final, uma estação calma e estável, mas ao mesmo tempo avassaladora…

Eu sei que é isso que sempre quiseste…

È isso que vais ter, acredita e sorri, o resto a vida encarrega-se…

Inocência e rebeldia misturadas não é? Não penses muito nisso, quem gostar de ti vai entender as tuas maneiras, vai amar conhecer-te e apreciar-te a cada canto da tua personalidade…

Eu sei que vais ficar bem e feliz, mais cedo do que esperas…

Voyeur


EditarVoyeurpor Um Lugar Profundo e Infinito, sexta, 29 de outubro de 2010 às 12:39
Mulher madura vestida de vermelho vivido

Cabelos pintados de oiro e olhar perdido nos céus

Têm ao colo um pequeno cão que ladra de forma feroz

Aperta-o contra o peito como se ele fosse o único ser que ama e que realmente a faz sentir amada

Vejo um café bebido e um copo de água meio cheio em cima da mesa. de resto esta vazia

Azul nos seus olhos grandes ainda demonstram interesse pela vida, pelo mundo das coisas e de como tudo acontece

Em silêncio vê as pessoas que passam e repara nelas

Segue-as no seu caminhar e passa de umas para outras

Eu reparo nela da minha mesa cheia de livros e um sumo de fruta

Levanta-se a senhora e coloca nos braços uma grande mala preta que lhe dá classe e segurança

Não sei se a equilibra ou se é o seu kit de primeiros socorros que usa diariamentente nas suas melancólicas observações humanas

É uma voyeur, leva consigo as imagens dos outros, gosta de nos ver sem dizer nada, por mim, nada contra

Por fim tira um maço de tabaco da bagagem após alguma busca e acende um cigarro entre mãos enquanto inspira e deixa cair ligeiramente a cabeça para trás

Assim se foi a senhora de rouge, ela e a sua companhia

Eu continuo por aqui, provavelmente a ser o mesmo que ela...

Uma Voyeur!

Olhar o Mar nos olhos não custa assim tanto


Nós e a flutuação do vento que não existe

A força nula que bate nos nossos corpos e nos trespassa

Continua assim um destino sem fim

As ruas que não terminam e as curvas que ficam apertadas

Os céus mais que um a abrirem-se e a quererem dizer coisas que não são para já

Não me puxem para dentro do mundo

A culpa deve ser do deus dos relógios sem horas certas

O homem que se fez menino num abraço apertado e sentido

Mudo de palavras feitas para mim

Quero-as agora e não depois

São minhas para ter

São de mim para saber quem és e onde habitas

Fala

Perde-me no caminho e volta atrás onde eu devia ter ficado

Vê que não estou ali

Compreende o que não aconteceu porque não é tempo

Dá-me tempo

Dá-nos tempo a cheirar

Percebe-me no esquecimento de tudo o que é nosso

O que te disseram sobre o amor tão puro

Tu e o teu ideal de sabor eternamente virgem

Porque é que nós nos encontrámos?

Não sei nada e ainda menos que do que sabia antes

A preocupação já não me ocorre

Os dias já não amam tanto a noite assim

Perdidamente entendes?

Contigo me despedi num Adeus até breve

Até sempre

Perto ou longe

Em terra ou em mar

Na cidade ou na quinta

Com eles ou sem eles

Nós e o nosso abismo fundo de coisas brilhantes

É por mim mulher que aqui vieste

Para eu compreender o que podes ser e seguir sem ti

Meter-te no meu bolso de lágrimas felizes

Guiar-te em segredo por dentro

Envolvido em óleo de amor

Gosto do ser que reflectes

By Princess Salad



P.S:

O enlaço dos meus dedos nas tuas mãos

Os Mistérios presos a quererem viver

Os cantos dos olhos com medo de tanta força

Good to see you...

domingo, 17 de outubro de 2010

The Woman In Me


Os seus olhos são duas barreiras… mas não são intransmissíveis…

O que se passa lá dentro são tempestades numa tarde de Outono…

Sempre em constante mutação…sempre uma intensidade suave e cheia de vida!

Tens a capacidade de entrar num mundo imperfeito e percorrer os canais do seu pensamento?

Queres que ela confie em ti e que tenha momentos de pura fragilidade?

Sabes…ela pode ser tanto…pode ser o que quiser ser…mas escolheu ser o que têm de melhor…uma vasta curiosidade pelo mundo…por ti…pelas pessoa à sua volta!

Mas não a queiras mudar…deixa-a simplesmente ser ela…complexa muitas vezes…

Pode dar-te trabalho mas se souberes como a ver…não como a olhar…como a ver…será compensatória essa tarefa…

Descobrires o que existe para lá dos seus olhos pode ser a descoberta da tua vida…

Ela precisa que tu precises dela…só assim pode funcionar…

Não tenhas medo da sua força…se tiveres que te dar por completo…dá-te…não penses duas vezes…tu sentirás quem tens na tua frente…

A tua mão está cheia se ela for tua…coloca-te ao seu alcance…confia…

O animal que existe é selvagem mas acredito que pode ser de alguma forma meiga…uma mulher que pode adormecer a teu lado…que podes abraçar e fechar os olhos com lágrimas nos olhos…

Deixa-a sentir o teu cheiro e quere-lo…deixa-a beber da tua fonte e conhecer-te…

Podes olha-la e faze-la feliz de se sentir tão amada!

Os seus olhos brilhantes de entusiasmo têm uma infindável força de vontade pela vida…

É a rainha da sua vida…sempre foi assim…mas têm um lugar guardado…um lugar profundo e infinito!!!!

Onde está?... Consegues encontrar o caminho?...

Ouve o seu chamar…escuta a sua balada a reflectir o seu ser…Sente-a…verdadeiramente sente-a…

Nesta roda dos sentidos está a aguardar…os dias e as noites a passarem cada vez mais rápidos…ela tem tanto tempo para esta passagem…

A confiança dos sinos que ouve lá longe..tlin…tlon…tlin…tlon…consegues ouvir?...

Aqui…grita ela para que a oiças…olha-a…sente-a…toca-a…

Dá-lhe tudo o que tens e cresce de amor e paixão…

Beija os seus olhos e mostra-lhe quem és…

Mostra que a queres…

Que a reconheces! É ela…………!

The Other Side


Se eu pudesse soltava-me no alto do mundo com uma linha presa à nuca e nadava entre as estrelas até me fartar…

Eu feita menina a brincar e a sorrir com tanta luz… eu a inalar constantemente o cheiro da felicidade…a abrir e a sacudir a minha capa da terra seca para um universo rico de magia…

As cores que estão no princípio do céu são diferentes das do fim, porque será?

No início tudo é mais claro…mais branco…in the end tudo é mais forte e mais quente…

Cá de cima vejo as vidas a passarem sem sentido definido…vejo as árvores a balançarem sobre a força do vento…não apresentam nenhuma resistência…

Vejo pessoas a errarem sempre no mesmo sitio…vejo-as a chorarem por não saberem porque fazem o que fazem…como se deixam ficar assim…so lost…

Depois junto a elas vejo-os…brancos…enormes…a sussurrarem baixinho e com calma nos ouvidos daquelas mentes atormentadas…

Uns reagem com um respirar fundo…outros dão sorrisos inesperados sem saberem porquê…e gritam por ajuda e agradecimento ao mesmo tempo…

A energia que os envolve é imaculada e não têm objectivos sem ser a paz interior…

Para quem esta a receber ajuda é difícil de compreender…não os conseguem ver… sentem algo especial mas que não é tocável…é difícil de acreditar no que não se consegue ver, eu entendo…

Mas…tentem fechar os olhos e acreditar nesse sussurro límpido…eu estou aqui em cima e vejo tudo… eles existem e estão aí ao teu lado…a abraçar-te com um amor incondicional…não fujas…deixa-te ficar…entrega-te…

Não estão sozinhos nunca…eles existem para ti…para o que der e vier…neste e noutro mundo talvez…

Eu já vi o que tinha a ver…alimentei-me de esperança e bebi de luz…agora vou ter convosco e vou tentar fazer o mesmo que todos devíamos fazer…

Escutar atentamente as palavras que o vento trás na invisibilidade de seres mais fortes que nós…

Vou carregar-me de energias e acender-me para me sentirem…

Quero transmitir-lhes que agradeço a sua existência…dont give up…sei que deve ser difícil…mas nós acreditamos…nem que seja em sonhos…mas nós acreditamos!

Eu nasci sobre a tua protecção…tu tens a tarefa de me guiares…admito…sou cega…sou cega tendo em conta o que tu vez e o que tu sabes…eu não sei quase nada…

Dá-me a mão,…aceito as tuas direcções preciosas…fui eu que escolhi ser quem sou não fui?...

Então alegro-me a cada dia que nasce e penso com montes de felicidade em mim:

O que vai acontecer hoje?...

Que segredos a vida têm para mim?...

Sinto que algo se aproxima...dont know what...but it´s good and it´s strong...

È isso…forte…ouviste o que te pedia…algo forte…tanto quanto eu...

Bring it on…

domingo, 10 de outubro de 2010

Here were you left me




Só silêncio apagado pela minha voz

A cabeça em luta constante sem dar razão a nenhuma parte de mim

Aquela que diz que sim porque devo ser livre

A outra que diz que não porque é diferente do esperado

The songs driving me into the deep ocean of me

O que sabe o tempo do que vêm amanhã

Venha a vida

Aconteça o que acontecer

Não querer dançar contra o perigo de uma flor

Saber sentir aqueles momentos nos olhos dele

A respiração que falta nas horas inquietas

O espirito calmo a braços de ferro com a intelectual das mentes de óculos abstractos

Filtros deixo-os para quem ainda não experimentou

Tanta informação de nada

Pessoas que não olham com certezas

O ir embora e não pensar no que ficou

Segue em frente sem saber, segue, faz isso

A casa com a atmosfera a vibrar e as paredes a ganharem desenhos de santos e circulos de coisas que se sentem

Arranca sem pressas, estimulo com uns toques meus a espiral central e desapareço de onde me conseguem ver

Estou onde estou e para quem quero que me veja

Brilho mais intensamente no quimico que me arrepia a pele

Try me

A tua forma de dançar




Stranger Boy…

Tu danças…

Dei por mim a olhar para o teu corpo energicamente a entregar-se à música, que boa sensação poder ver e apreciar a tua magia tão própria!

Sorri por dentro porque senti que eras uma pessoa feliz!

As calças pretas rasgadas em baixo, um estilo de rebeldia…ficas diferente…tu deves ser diferente…

Os pés no chão afastados e as pernas a balançarem para lá e para cá em conjunto com as mãos que pareciam querer agarrar o mundo naquele momento…

Os olhos quase sempre fechados para ninguém ver onde estas…

Quando os abres são grandes e envergonhados…não sei porquê!

Quando danças sentes-te bem…sentes que és realmente tu em toda a tua intensidade…

Cigarro atrás de cigarro sem pausas…como estas tão solto e tão preso ao mesmo tempo…

Eu não sei quem és…és um estranho que mereceu a minha pura atenção por momentos…Obrigada por isso!

Não te importas se olham ou não…não queres saber o que acham da tua forma de dançar…tu gostas e isso é que é importante para ti…

Ainda bem…but just for the record…eu também gostei de presenciar a tua entrega!

As voltas que davas sempre que o refrão da música tocava e quase que gritavas dentro de ti:

…Uau isto é fantástico…

Lembro-me dos ombros a pulsar elevadamente para um lado e para o outro e o cabelo no ar…numa mágica e completa harmonia com o feeling do som a entrar dentro de ti…

Nada de mais…nada de maldades…

Simplesmente fez-me olhar e admirar a tua união musical!

Que a leves para a vida!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Estas preparada para a relação da tua vida?



Perguntas tu livre de receios da força do que me perguntas…

Nunca me tinham colocado a questão desta forma…

Nunca sequer eu…que sou quem faço as perguntas mais difíceis e pertinentes me coloquei antes a pergunta assim…

A relação da minha vida…fantástico…é isso…sim…sim…claro que sim!

Sinto-me preparada para a relação da minha vida!

Não diz tudo estas três palavras? Diz-me tanto…

O teu silêncio é ainda difícil para mim sabes porquê?...

Porque é ensurdecedor…porque fala comigo sem dizer nada…porque me alcança e me levanta no ar…porque me diz coisas sem som e faz barulho com as tuas serenas mas fortes ideias…

Agora imagina comigo este cenário…anda comigo…confia…

Um prédio alto…um prédio até ao céu…com diferentes decorações a cada andar…

As bases desse prédio querem-se fortes…como as muralhas do meu castelo!

Estou no R/C onde tu estas…subiremos degrau a degrau hand on hand…sem elevador…não temos pressa de chegar…desde que estejamos juntos...estamos bem…

Saber o que queremos e o que não queremos é fundamental como te disse…o medo existe e é normal…só se têm medo de perder algo quando se gosta mesmo…quando existe a possibilidade de alguém chegar e tomar conta da nossa vida…passar a ser o ar que temos de inspirar para não sufocarmos…

Dia após dia irei aprender a ver melhor…a ver-nos melhor…a ver-te melhor…a ver-me melhor a mim e a ti juntos…

Sim, eu e tu só…por agora…you know…não escondi os meus sonhos, tenho direito a eles e tu tens direito a querer que façam parte da tua vida…

Os teus olhos nos meus é algo de muito forte e intenso…não consigo explicar o quanto…as tuas palavras mágicas e intuitivas passam e levam na frente qualquer barreira que eu possa ter de prevenção…

Não mudes…i like you just the way you are…

Sometimes...


Sometimes i feel so many things in my heart, in my soul, that i just want to get it out of me...

Sometimes e get so crasy inside that i just want to hear you say: It´s ok, i´m here, calm down! I see you...

Sometimes i´m so strong that i can almost fly away in my own mind and travel all around the world just to be with you...

Somedays like today i feel like if the stranger in me is the stranger in you...like if i am made of the same material that you are...the same blood, flesh and bones...

Because...i can feel you moving here inside of me and it´s driving me insane...

This is heaven on earth...

Babe...sometimes i just miss you so fucking much that i cant take it anymore...i need you so bad right now...i have missed you for so long...

Why do i know that you feel my every words?

How can this be my sailor?

How can the world see us for years and only now make the magic works and put us on the same life?

Join me...join me in love...in happyness...be with me what you need to be to feel free...

I feel blessed...i want to respect this that we have...i want to give all of me into this feeling...

Ventos Mágicos




É um direito sonhar

É um dever crescer

É um dever acreditar



É um direito amar

É um direito sofrer

É um dever continuar

É um dever sobreviver



Tu és forte como o mar

Eu sou corajosa como um vulcão

Tu vives nas tuas ondas a navegar

Eu renasço em cada erupção



Duas forças por fim entrelaçadas

Numa vida surpreendente aconteceram

Duas pessoas e mentes já criadas

Numa história real de amor permaneceram

domingo, 26 de setembro de 2010

O tempo a passar por mim...



Estar em espera sem saber bem do quê...
Hoje escolho o caminho pelo mar...
Quero nadar até perder as forças...
Sim, a água, a profundidade nela escondida...
Quero sentir-me a ficar...
Quero que me esperes e me queiras...
Quero as palavras a formarem sons na minha frente...
Olha-me e não digas nada...
Só silencio entre nós
Depois...
Deixa cair tudo o que temos escondido em nós e mostra-te...
Deixa-me ver-te e tocar-te...
Como eu te quero sentir...
Os teus olhos tem tanto a dizer...são pérolas...são lindos...são meus sem os ter...
Eu não tenho a tua voz ainda...anseio por ela...sonho com ela...sim eu imagino-a...
Os dias...
As noites que passam devagar...
Olho para o relógio e digo-lhe para correr...
Corre tempo...corre...eu já esperei toda uma vida...
Corre e faz-me chegar o sangue do meu sangue
A alma que esta entrelaçada na minha...
Se me pudesses ver...
Irias ver o rosto da certeza e da confiança nos sentidos...
Se me pudesses tocar...
Irias sentir o calor ameno do carinho e a suavidade madura de um amor...
Se apenas tu pudesses...
Close your eyes sailer... I´m here for you...
Come closer...
More closer...

sábado, 25 de setembro de 2010

The identity of the sailer ...


I´m not a Nurse i know...

I´m a simple girl with a deep soul...

I´m not easy to stop my life and just look at someone in my head...

So, why is this happening with you?

Dont know who you are ( no sound is bad)...but you put my heart on fire...

I cant stop this feeling...it´s taking over me...

It´s good to feel...shows me that that i´m still sensitive to others...to special people...

You start talking and it´s like we have allready been together...

Your face...your eyes...they are...cant find the right words...

Did you dream about it?

Did you think about our moment late at night when you go to bed?

I´m hungry for your words...Alimenta-me!

With you i can speak at my 10 level of being crasy...you still understand what i mean...

Dammm...you really give so much?

Because if you do...You were right...I do need so much...

Do i make any sense to you?

I like to believe that this is... This is beautifull...

Dont you agree?

If i i´m in faro in your mind, in mine you are at sea...far away but so close...i can almost feel you near...

It make´s me take a deep look inside of myself...

I could say so much more to you right now...

But i´m gonna stop...

Ask me to tell you the rest when you are here...looking into my eyes...

I will ask you only if you can see who i am...only that...no more questions!

The look and language of us


Quando me olhas assim, como que a querer rebentar o vidro que nos separa por essa vontade que tens…

Fazes-me olhar-te assim, com vontade de tornar a bebida em vapor, fazer o copo desaparecer e cair nos teus lábios que me chamam…

Eu aguento os teus olhos nos meus, não esperes que baixe o meu olhar, isso não vai acontecer…

Os meus lábios estão fechados, os teus estão meio abertos, que necessidade tens tu de me provocares…

Eu sei resistir-te, eu quero resistir-te, e tu, o que é que tu queres?

Despe-te bruscamente, despe-me lentamente e atira-nos para este liquido quente e vermelho vivo que fluí entre nós dentro de um copo…

Bebe de mim e eu beberei de ti, vamos matar a sede na nesta fonte de vida e de sensações…

Entretanto... lá fora os nossos olhos continuam a defrontar-se…

E nós aqui…a reinar na liberdade de sorrisos silenciosos…

Dou um mergulho e puxo-te para baixo, dou-te ar directamente na tua boca…

Encostas-me contra o vidro e olhas-me daquela forma…

O meu olhar em fogo imerso a querer sair de mim…

O vidro a querer quebrar…

Tu pedes-me que não vá…

Mas…

O vidro parte-se…o liquido é empurrado a favor da gravidade e nós separados por uma força brutal…

Nós…novamente no ponto de partida…olhamo-nos e sentimo-nos…

Sabemos o que queremos…

Relembramos o que vivemos...

Quem vai morder o copo e partir esta barreira entre nós?...

Já sinto os nossos peitos molhados e vermelhos…

Perde-te para te encontrares…

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Bailarina




O coração a arder compulsivamente de amor, tanto amor…

A pele é cuidada e guardada diariamente com amor próprio…

A suavidade leve presente num intenso olhar, um olhar que te vê…

A cor vermelha cheia de vida a correr pelos seus lábios…

O branco que envolve a sua alma representa os seus sonhos de menina…

Os sapatos de bailarina que elevam o seu corpo mostram como pode ser forte…

As mãos femininas, corajosas, agarram o medo e ele desaparece ali…

O chão firme não treme perante os seus passos, sente-a passar e transmite-lhe segurança…

A parte que não vez é o seu mistério, se perguntares ela poderá dizer-te os segredos mais escondidos, isso caso saibas fazer a pergunta certa, no momento certo…

A rosa, as pétalas imaculadas a cair uma por uma são o tempo a passar, são a vida a passar…

O cenário é o seu ar, a sua tranquilidade, é a sensação que se têm ao entrar no seu espaço…

Quem é ela perguntas tu?...

É uma mulher igual ás outras, apenas sabe quem é sem ter de se olhar ao espelho, vê-se pela sua sombra…

È o sonho que acorda de manhã e o vento fresco da noite de Outono…

Podia ficar ali, só assim parada, sem horas para voltar a pousar totalmente no chão…

Assim está mais perto do céu, mais perto dos seus sonhos de criança…

Hoje a criança é mulher e continua a sonhar, não quer parar de sonhar…

Um dia, vai descer, vai ficar mais próxima e vai apanhar cada pétala do chão…

Vai beijar as mãos carregadas de ternura e vai soprar as pétalas na tua direcção…

Fica lá, não te movas, deixa-te sentir o seu cair na tua pele, sente o perfume…

Depois, dá-lhe a mão, olha os seus olhos negros e faz a pergunta certa pois…

ESTE É O MOMENTO CERTO!!!!

sábado, 18 de setembro de 2010

Sem Ar...


Deixa-me da mão Deb...
Preciso de respirar não entendes isso?
Sempre em contacto, seja de que forma for fazes questão de estar sempre a controlar tudo o que faço e digo, com quem falo e o que falei, onde vou e de onde vim, mas afinal quem é que tu pensas que és?
Não faças isso, não te permito tal abuso, começo a perder a paciencia...
Dá-te ao respeito e mostra algum amor próprio, sempre a queixar-se de como a vida te corre mal, sempre com energia negativa, tu és cada vez mais uma companhia indesejavel!
Já não consigo mais juro, atingi o meu limite, não tenho filhos portanto não tenho que te aturar, tens mais anos que eu de vida e de experiencia portanto com essa idade já devias saber bem apreciar a tua individualidade e não estar a massacrar a vida de outra pessoa com a tua cosntante perseguição e até presença, mas julgas que não tenho mais nada que fazer?
Isto assim vai ter um final triste com muita pena minha, admira-te se os teus telefonemas deixarem de ser atendidos e as tuas mensagens respondidas, tu sufocas-me, não me permites sequer sentir vontade de te ligar ou mandar mensagem porque o meu telefone esta sempre a apitar com os teus contactos, stop it!!!!
Olha para a tua vida e vê porque não tens ninguem a teu lado, pensa nisso e pensa no quanto te tornas uma pessoa chata e demasiado cola, assim ninguem vai querer estar a teu lado, tu não deixas as pessoas respirarem, tu tens de aprender a ter uma vida propria!
Tens noção de que não és uma pessoa minimamente positiva?
Já te disse que quanto mais insistires em sentir-te uma vitima do mundo, mais o mundo te vai carregar os ombros, tu é que chamas as más vibes para ti, és tu não é mais ninguem!
Mas eu não tenho de carregar pesos lá porque tu és assim, eu sou uma pessoa alegre e positiva e quero rodear-me de pessoas assim como eu, acho que vais mesmo perder uma das unicas pessoas que ainda te dá alguma bola, tens bom coração mas essa vontade de viver a vida dos outros só te vai trazer infelicidade!
Get a Life!!!!!!!!!!!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Espaços de vida diferentes



Não pensa muito no que escreve como habitualmente mas quer que saibas que é sentido, que é aquilo em que acredita ser melhor, mesmo!
Quando não sabe como agir, quando não sabe o que fazer, vai para locais novos e fica lá a perder-se em leituras que a levam para outros momentos, a ouvir musicas e a arrastar-se com elas, afasta de todas as formas possíveis o pensamente do mel onde tanto insiste em pousar.
Ès doce, és gentil de pousar pensamentos sonhados e vividos, mas não é real, não é o que se quer de ambas as partes, pelo menos é nisso que acredita, é nisso que esta a depositar as suas forças mentais.
Nada é errado quando se sente, quando não é forçado, quando acontece naturalmente.
Mas também não é certo quando se sente que foi o que foi, que não deve passar daí, que não fará sentido num amanhã, que não existe lugar na vida para isto acontecer.
O agora não importa, são as diferenças que hoje não vê mas que sabe que existem e a serem toleradas e amadas fariam grandes mudanças de planos, mudanças para muito diferente do que queres de verdade, se pensares bem sabes que sim, que é melhor a memória de momentos engraçados e divertidos do que esbarrar sonhos contra uma realidade demasiado incostante.
Ès frágil, delicado, educado, determinado, forte, és um pular de um edificio que pode ir até aos céus, mas és um pilar, estas naturalmente em constante construção, tens tudo o que precisas para venceres, tu consegues sozinho.
Ela está noutro lugar, um sitio que ainda não conheces, onde tudo é diferente, se um dia lá fores nem vai ser com a mesma dificuldade, terás direito a um atalho, é assim, cada um segue os caminhos que pode escolher, quem sabe não tivesse escolhido ela tambem um atalho se ao menos lhe tivessem dado essa oportunidade.
No lugar onde ela se encontra é necessario outra estaleca honestamente, outra forma de ver as coisas, outro modo de reagir ao dia a dia, outra maneira de ser que neste momento mesmo que quisesses não acredito que pudesses ser, não existe uma mudança imediata, seria saltar muitas etapas, etapas que precisas viver e aprender, etapas que são fundamentais para a construção do teu eu interior, tens caracter mas a tua personalidade ainda esta a ser definida!
Tudo acontece porque tem de acontecer, ela tirou partido da situação, acho que reparas-te!
Ela tirou o maximo que conseguiu acredita, e tu, tu tambem, foram felizes por momentos, é isso que importa!
Tu e ela não são assim tão diferentes, simplesmente estão em lugares diferentes, em espaços de vida diferentes, encontraram-se num limbo imaginário criado pelos vossos sonhos!
Tu és real onde existes, nos teus objectivos e ambições, ela é real onde está, a alguns anos do lugar onde estás hoje e agora!
Ela guarda o melhor que lhe deste, não tenhas medo, não penses que erraste, não, são apenas sonhos, não pode ser real!
Tu sabes que ela têm razão, hold on to that!

sábado, 11 de setembro de 2010

Someone who cares...Just that


Alguem que repara nos teus habitos, os bons , os menos bons, alguem que esta atento a quem tu és, a tudo o que tu és, tudo o que tu fazes.
Alguem que se envolve em ti e nos teus projectos, sejam mentais, reais, de dor ou de alegria, alguem que tenta sentir como tu te sentes
Alguem que sinta vontade de te entender e se consiga fazer entender, que se explique com uma simplicidade que reconheces, que absorves e te sentes bem com isso
Alguem que percorra o que faz de ti a personalidade que tens, que procure os teus pedaços se por alguma razão as peças não estiverem todas na mesa, que goste de pistas para construir uma ideia, que admire e respeite essa ideia, a ideia de alguem que existe e que é facil de entender
Alguem que facilite o que se complica, que veja o lado bom quando tu vez o lado mau e vice versa
Alguem que te puxe a pele quando estiveres a cair num sono demasiado profundo, que tenha pulso para te agarrar e trazer de volta para onde queres estar
Alguem forte e destemido e que te saiba dar valor da mesma forma que sabe o que merece ter a seu lado, um igual, uma diferença, mas a mesma força pessoal
Alguem que saiba que tem muito a aprender e que tenha a humildade de o reconhecer tanto como de o querer
Alguem que te surpreenda, que não seja previsivel em todos os aspectos, se for que seja em situações que demonstrem que se conhecem bem, não porque demonstre que se conhecem bem demais ao ponto de se tornarem aborrecidos
Alguem com bom humor, humor negro, branco, azul, de todas as cores e nacionalidades, mas que saiba rir, principalmente de si proprio, poucas coisas são mais fantásticas do que esta caracteristica
Alguem que te saiba tratar com a educação devida a alguem maduro, que saiba os momentos de loucura e os de pura filosofia, que mude de assunto sem ter de passar pelo principio, pelo meio e pelo fim sempre nesta ordem
Alguem que não seja tão parecido com o resto do mundo
Alguem que para ti se destaque claramente numa multidão
Alguem que te faça sentir feliz
Alguem que te faça saber amar
Alguem que te mostre que vale a pena confiar em Alguem
Alguem
Só isso...

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Projecto de Super - Homem


Transmites humildade mas no fundo achas-te grande, tens vontade de ter tudo ao mesmo tempo, não consegues ajustar datas e horarios e acabas sem nada nas mãos, só a tua grande confiança, confiança essa que não passa de palavras, só se torna de facto confiança quando o mostras em actos e atitudes.

Não és nada do outro mundo e deverás sabê-lo, tens a tua piada, o teu charme, até falas bem, és convincente q.b mas aquele meu defeito de me cansar facilmente já esta a aparecer, não tenho paciencia nem disposição para muita coisa e é aqui que aquilo que ontem era interessante hoje já não é.

Simplesmente deixa de ser, torna-se desinteressante e deixa de dar vontade de sequer experimentar, quanto mais querer mais segundo as tuas elevadas expectativas de ti proprio.

A vida têm os seus momentos e ou os vives na altura certa ou se os deixas passar tens de saber que poderás não ter uma nova oportunidade!

Para ti pode ser uma situação única e de aproveitar mas para outros podes ser apenas mais um, não te coloques tanto no altar antes de mostrares a força da tua fé!

Só ficas a perder, o que não conheces e querias conhecer!

A diferença nesta mudança de interesse é muito visivel da minha parte e não quero, não pretendo e não vou tentar esconder, sorry se vai doer um bocadinho mas todas as coisas que acontecem na vida é para aprendermos e melhorarmos, encara isto como um empurrão para que te apercebas de que tens de ser mais aplicado e dedicado, com meio de coisa nenhuma tens um todo!

Desejo-te o melhor dentro do que queres e sabes que nos vamos vendo talvez, mas da minha parte, não com o mesmo olhar, não com o olhar em ti, apenas o meu olhar a passar por ti!

É a vida, kiss kiss

segunda-feira, 6 de setembro de 2010


O que é os teus olhos pedem?
O que queres pedir, ajuda ou consentimento para o que se passa, queres compreensão é isso?
Queres que não fale do que se passa contigo, queres ver-te assim, queres ser tratada assim?
Olha-te, imploras silencio quando não és tu que deves ter vergonha do teu estado, como chegaste a este ponto?
Essa pele marcada de ódio e raiva, gostas de monstros é?
Convida-me a tua casa, eu sou pessoa para lidar com monstros assim, olhos nos olhos e bang bang, Job done!
Que se lixe tudo o resto, tu és tu, tu és a tua vida, és uma pessoa, um ser humano que merece ser feliz e amado.
Porque achas que é normal sofreres assim tanto?
Porque vives sozinha e em função das suas disposições?
Quem te transformou neste farrapo?
Não chores mais, não tenhas medo, anda cá fora, conta ao mundo o que se passa contigo, pede ajuda, aí na escuridão onde ninguém te vê, ninguém te vai poder ajudar!
Corta-te, espanca-te, consigo ouvir os teus gritos escritos em linhas nos teus olhos sem cor, tu estas feita em pedaços e nem te apercebes nem sabes onde estas, mas sabes quem és?
Mulher, já olhaste para dentro de ti e procuraste nas tuas recordações quem és?
Lembra-te do teu sorriso, lembra-te da tua cara limpa e pele lavada!
Agora vê o sangue, vê o teu corpo distorcido e cozido ao espelho, tenho medo por ti, porque tu não gostas de ti e não sabes como sair desse buraco.
Ele não têm esse direito, ninguém tem, tens um animal a mandar em ti e a usar-te como um saco de boxe, achas que isso é amor?
Achas que é porque esta bêbedo ou drogado que perde a cabeça?
Não interessa nada disso, só tu és importante, e a tua vida esta por um fio, um dia ele não vai parar por mais que grites e supliques, um dia vais perder a tua jovem e promissora vida pelas mãos desse animal!
Acorda para a vida, respira fundo, ganha coragem, sai de casa onde quer que estejas, foge e vai encontrar ajuda, não és a única que sobrevive, não sejas mais uma que dá a vida a quem não tem respeito nenhum por ela.
A tua vida é a mais valiosa posse que tens, defende-a como possas, pensa, age, vive, não morras mais, não morras de vez!

Made In Heaven - I´m Free



A vida, a vida é que foi feita no céu e depois deram-nos o manual de como sobreviver cá na terra!
Tu sofres um ataque, levantas-te, ergues-te forte e entras em modo de defesa, não mostras que ainda pensas nisso porque sabes que o assunto em si não merece o tempo de processamento da tua mente.
Então ocupas a tua mente com novas coisas, novas possibilidades, novas experiencias, quando deito a cabeça na almofada é nisso que penso, nas coisas que podem acontecer amanhã, não quero olhar para trás, para o passado, não é importante para mim saber hoje o amanhã, até prefiro ser surpreendida, a questão é que gosto de ter novas emoções para gastar a minha capacidade de sentir!
Têm o olhar meigo, o toque forte, esta a viver intensamente a sua liberdade, aceno com a cabeça que sim, é isso que deve fazer, abrir caminhos novos, explorar, não estamos na mesma página mas isso não é um problema, é a vida!
Eu tirarei o maximo proveito da situação, quer a nivel pessoal que a nivel intelectual porque gosto de puxar a corda e ver até onde as pessoas vão mesmo tendo estabelecido limites, quero que elas os passem, os vençam, será isso serem fortes ou serem fracas?
Não sei, mas gosto de provocar dúvidas, gosto de fazer esperar quem quer uma resposta, gosto de fazer querer algo quando já se quer muito, quero fazer querer mais e mais.
Sempre fui de ideias fixas, o unico problema é que nem todas as ideias se fixam tão fortemente quanto seria de esperar portanto não criem expectativas que eu tambem não.
Deve haver uma ideia mesmo fixa algures, a vida encarrega-se de nos divertir e de nos marcar diariamente com outros pensamentos!
O que importa para mim é saber o que realmente é importante, dar prioridade ao que merece vir em primeiro lugar.
Tratar todos bem claro, mas quem me trata melhor, é melhor tratado, será sempre assim, dar e receber!
Talvez venhas a ter o que tanto queres, talvez não, só depende de ti, dá o teu melhor se é o que realmente queres, as coisas quando são de mão dada não tem piada, luta pelo que queres agora, e cativa diariamente esse diamante se o queres ter amanhã!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

The Sky Above



Um céu embrulhado sobre mim, estico o meu corpo e tento ver algo para lá desse limite intemporal
Os dias lá fora são quentes e cheios de luz natural, aqui onde estou fico a meia luz e a dar step by step to some where
Tenho a sensação que a minha mente vai levantar o meu corpo no ar, não sei como pode ser, tenho pensamentos positivos a colar-se uns aos outros que alguma quimica esta prestes a acontecer
Quero crescer e ir para lá deste mundo, sempre fui uma curiosa por natureza
Como seria recebida?
Quem vive lá?
Será tão mágico como eu imagino?
Será tão branco e claro como a minha mente pensa?
Depois quero encontrar o lugar de volta, quero voltar para este mundo e saber o que esta do outro lado
Tantos lados, tantos mundos, tanta coisa que tenho de fazer, tantas pessoas que preciso conhecer
Venha quem vier, look at me, i´m ready
Sou um clã singular, sou um samurai, i´m a wild thing and i´m a sweet girl
De braços abertos recebo a vida, os tombos, os carinhos, as chapadas de luva branca, os beijos
A vida é demasiado bela, acho que nem sempre temos essa noção
Liberto-me de toda a bagagem que já não preciso e fico com espaço para mais de tudo um pouco, peito aberto, feridas saradas, coração forte e ao alto como sempre
Orgulho-me da minha capacidade de só dar verdadeira importancia ao que mereceu a minha atenção durante o tempo em que brilhou, quando a chama se apaga, foi o vento a mostrar que o caminho é outro, e parece-me que não se enganou nada
Os dias pingam vozes e sussurros, as noites trazem musica relaxante
As pessoas riem juntamente comigo, brindamos todos á nossa saude
Contamos histórias do passado que já partilhámos mi vezes mas que é bom contar de novo, é bom celebrar os bons tempos de novo
È bom estar num sitio bonito, deixar o corpo seguir a musica e dançar só para mim, gostar de mim, amar-me, é bom sentir-me assim, feliz!

domingo, 29 de agosto de 2010

Amigos para Sempre


Existem pessoas que são tuas amigas durante anos, pessoas a quem tu de várias formas demonstras-te que gostavas delas.

Existem pessoas que tentam ser várias pessoas numa só, aí é mais complicado mas a merda, é a mesma!

Existem pessoas que estão lá sempre, mesmo quando não tens ar, oferecem-te o oxigenio que puderem.

Existem pesssoas que não são ninguem e como não têm uma personalidade original com que se orgulhem vão assumindo identidades alheias, mas não conseguem ser essas pessoas eternamente, enterram-se até ao pescoço em mentiras mas defendem com unhas e dentes as maiores barbaridades, oremos a eles e a elas!

Existem pessoas ingenuas e impulsivas que hoje estão aqui e amanhã estão na china, e não sabem se voltam, porque acreditam que devem seguir a felicidade!

Existem pessoas que mentem quando lhes dizes nos olhos coisas que não querem ouvir.

Existem pessoas que ficam em silencio porque já se acabou o baú das tretas e voltam com o rabinho entre as pernas para mais um inicio de nada enquanto não ganham juizo de uma vez por todas!

Existem pessoas engraçadas, que inventam tanta coisa com tantos detalhes que até dá piada pensar como é que se dão ao trabalho de elaborar um projecto tão premeditado e meticulado quando não é real, nunca iria dar certo!

Existem pessoas que cegam com os seus sonhos e as suas ambições, não conseguem separar as águas e conciliar a vida de pobre com o sonho de um dia ser rico e trabalhar para isso todos os dias.

Existem pessoas que andam vendadas a apalpar terreno e esquecem-se das bocas que tem para alimentar, não querem arriscar mas não resistem á tentação de tentar brincar mais um pouco com a mente de alguem.

Existem pessoas que começam jogos sem nada mas a jurarem que tem tudo e essas pessoas por norma não tem muita sorte nem no jogo nem no amor, no jogo continuam sem nada e fazem figuras tristes, no amor deixam muito a desejar, acham-se de uma qualidade que não têm, mas o sonho comanda a vida, se gostam tanto de sonhar, tambem podem sonhar que um dia vão ser muito bons nisto e naquilo, talvez sejam, mas, humm, pessoas que gostam tanto de cometer os seus erros que ficam com vontade de cometer mais terão com certeza um final não muito feliz!

Existem pessoas que passam de grandes mestres do disfarçe para umas formigas que seguem por aí sem direcção.

Existem estas pessoas que a mim não me interessam, por tantas razões que poderia apontar, mas quem sabe um dia quando alguma destas pessoas vir o sol ás riscas e se veja na rua a pedir esmolas, quem sabe aí mude!

Mas têm de estar preparados para mudarem sozinhos, porque estas pessoas estão sozinhas no mundo, os amigos não confiam neles e nem a propria familia, deve ser triste saber isso!

Temos pena, quem semeia ventos meus amigos, colhe tempestades!

Olha aqui esta um calor bem bom, daqui a uma horas nasce um sol radioso e eu vou estar a dormir provavelmente descansadinha ou não lol mas com um bruto sorriso nos lábios porque estas pessoas dão-me mesmo vontade de rir!

Uma ultima dica:

Quem nasceu para lagartixa, nunca chega a jacaré!

:)

domingo, 22 de agosto de 2010

Destination Unknown


Sem nada, descalça, tapada apenas com o lençol branco da minha coragem e acompanhada pela minha sombra, não me sinto sozinha
Tenho terra dura e verdadeira debaixo dos dedos dos pés e tenho o céu incerto em cima de mim, tal como o dia de amanha o céu não me conta se vai fazer sol ou chuva, mas eu, eu vou estar assim, sem nada, descalça, tapada apenas com o lençol branco da minha coragem e acompanhada pela minha sombra, e claro, sem me sentir sozinha
Os meus braços abertos demonstram o meu amor, amor e coragem que se tocam por singelos fios
Não olho para tras, nao preciso, já sei tudo o que aconteceu, olho em frente, o ontem faz parte de mim, o hoje sou eu e o amanha vai surpreender-me, como estou ansiosa pela sua chegada
Não consigo distinguir as cores, acho que estou tão concentrada mentalmente que apaguei as cores da minha memoria como quem apaga uma vela
What if god was one of us? Just a stranger on a bus? Adoro esta musica, faz-me pensar!
Eu gosto de pensar e gosto de pessoas e coisas que me façam amassar esta pasta cinzenta dentro do meu cerebro casmurro
Se deus fosse um de nós eu gostava de falar com ele, bebiamos um copo e só numa de curiosidade perguntava-lhe onde vai dar esta estrada, e se nao fosse pedir muito perguntava-lhe se amanha vai chover porque este pano, por muita coragem que eu tenha ia concerteza apanhar uma constipaçao!
Se o encontrasse no bus...sentava-me ao lado dele, olhava-o nos olhos e tentava procurar a sua alma, quando a encontrasse perguntava-lhe como se chama aquela cor, a cor da alma dele, não existe no nosso conhecimento mas é visivel aos meus olhos
Deus, tu fazes-a bem feita, quando menos se espera, pimba, toma lá para veres quem manda nesta merda toda e nós só abrimos a boca e ficamos ali a nadar na maionese.
Não tenho pachorra para nadar em pastas, ou nado no mar livre e solto ou então saiu dessa pasta peganhosa com uma pinta do caraças
Agora que é de noite tenho frio, vou enrolar-me no meu precioso lençol e deixar-me guiar pela luz da lua, se ouço um som que me assusta ao longe sou a primeira a gritar com os pulmões a mil: Não tenho medo pah!!!!!!!!!!!!!!
Mas tenho um medo do caraças.... Tenho de ter esta máscara cada vez mais dura e grossa para assustar os abutres vestidos de fato e gravata que diambulam por ai com cara de anda cá que não te faço mal
Se me apareçe alguem de frente não vou dizer nada, se me perguntarem para onde vou, respondo com um sorriso e solto uma gargalhada enquanto penso: mas quem é que pensas que és para quereres saber onde vai estar o meu pé no proximo segundo, se vais no sentido contrario do meu estas no bom caminho acredita, segue em frente e deixa-me da mão deb
A manhã quando surgir vai estar fresca e suave, vou dançar na areia e vou cantar para ninguem ouvir, vou ser feliz com todos os seres, vou encher uma mão de terra e deixa-la cair suavemente no chão, suavemente, não vou esborracha-la e atira-la contra o chão, poderia faze-lo mas não é isso que quero, eu sei bem o que quero, quero paz, amor e harmonia!
Onde irá dar esta estrada.................................?

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

O Crime Perfeito



Até morta teria de ser tua, até assim sem vida me amarias sem fim.

Esses olhos que me querem ver mais bela, querem-me ao teu jeito, dependendo da lua que cai sobre ti!

As mãos com as veias salientes que se deslocam para o meu pescoço e param perto, muito perto da minha pele, é dificil parares não é?

O cinto que apertaste e que seguravas com força até eu tentar soltar-me de ti.

Ser perfeita para ti, ser quem tu és, encontraste o que nunca pensaste existir mas enquanto não encontraste a pessoa certa foste-te divertindo com as erradas!

A forma como por vezes estamos tão perto e não nos olhamos, porque estamos focados em pormenores de nós, coisas que eu nao vejo em mim e outras que tu não vez em ti, nós vemos mais, mais além, nós somos cruéis e amantes de pecados!

Como fico a perder a respiração?

Como fica a minha boca a pedir-te ar?

Como te sentes quando dizes aguenta mais um pouco, tu consegues!?

Como aguentas resistir ao meu sangue?

È dificil senti-lo a bater fortemente em circuitos fechados debaixo da tua pele, por vezes queria abrir-te e provar-te, mas não te faço mal por nada deste mundo, nem pelo maior dos desejos!

Pinta-me os lábios com o rouge de alguem, deixa-me sentir esse sabor e beija-me para o sentirmos juntos...

Agarra-me o rosto e olha-me com esse amor cheio de tudo, sopra-me e arrefece os meus anseios de ganhar forças brutais e sair na aventura do que vou encontrar pelo caminho!

Juntos, seguimos juntos em sonhos a preto e branco, enrola a estrada atras de nós e coloca-a na nossa bagagem, não quero que sigam o nosso rasto.

Vamos assim pálidos para um local que aceite ser nosso, que seja virgem e que esteja a aguardar a nossa chegada para nascer, vamos ser adubo de ideias desconcertantes, vamos criar flores que cantam e arvores que gritam se invadirem o nosso espaço.

Vamos fazer chá de noite e contar historias das nossas mentes, historias não acontecidas mas tambem não adormecidas.

Vamos andar de baloiço e brincar na agua, podes obrigar-me a ficar lá debaixo, estou a agarrar a tua mão e sei que me puxas para cima quando quiser voltar.

Não tenhas receio de uma posição minha de precaução, não tenho pensamentos nesse sentido, estão todos em direcção ao futuro, o passado esta enterrado, não serei eu a agarrar na pá prometo-te!

Eu & tu faremos o crime perfeito!







quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Mulher Misteriosa

Chegas...
Apresentas-te com sedução e fazes um sinal com as mãos, ele sabe o que significa e acede ao teu pedido.
Tens a audacia de beber um copo no tempo dele enquanto lhe passas a mão pelo rosto.
Ele vidrado na tua confiança não sabe o que fazer, tens-o onde querias, na tua mão.
Colocas o alarme AND LET THE SHOW BEGIN!
Tomas a iniciativa, não falas muito, o teu corpo vai falando por ti, peça a peça vais ficando mais despida na sua frente, ele deitado na cama olha-te e saliva, molha a boca com a lingua e começa a sufocar no desejo que te têm.
Tu continuas implacável, em trajes minimos perguntas se ele gosta do que vê só para vê-lo doido a acenar que sim com a cabeça que nem um cãozinho.
Sobes na cama, sobes no seu corpo e colocas as mãos dele a percorrer-te para que sinta a tua pele macia e o teu calor.
Ele gosta do que sente e começa a explorar-te, a musica embala o feeling e deixas-te levar pelo ambiente.
Mostras-lhe do que gostas, mostras-lhe do que és feita e ele aceita as tuas ordens, ele delira ao teu comando, sabes cada movimento que fazes, sabes o que os teus movimentos provocam e divertes-te com isso.
É para isso que aí estas, para te divertires acima de tudo!
Quando acabas, olhas-o nos olhos uns momentos e o despertador avisa que tens de ir!
Dás-lhe um beijo na testa, apertas-lhe os labios e em 5 minutos sais daí impecavel e desces para ir ter com a tua amiga que te espera para tomarem um copo.
Vais a um club ainda a libertar hormonas que deixam todos loucos por onde passas, apercebes-te dessa situação e ignoras-a, agora só queres dançar com a tua amiga, celebrar a vida e depois ires dormir nos teus lençois de seda que protegem a bela adormecida que és!
És uma mulher misteriosa e amas-te assim!
Não mudes nunca.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Sem Ar


A lua pendurada no céu espreita-me...
A sua luz entende-me...
Estou sem ar...
Dá-me forças dá-me...
Segue os meus passos e passa um brilho por mim...
Faz-me notar-me...
Quero acreditar-me...
Lua forte acompanha-me nas noites misteriosas...
Ganha-me olhos e vê o próximo passo...
Avisa-me dos perigos...
Absorve a minha coragem e diz-me que sim...
Bebe comigo um copo para relaxar...
Canta-me agora uma balada...
Amanhã quem sabe um ritmo mais quente...
Assiste á minha mudança...
Não me critiques...
Não me julgues...
Não me digas nada...
Aceita os meus planos...
Deixa-me tentar...
Não posso fazer muito mais sem ser tentar...
Quantas vezes tudo corre mal?
Quantas vezes temos de acordar e travar duras batalhas com a vida?
Nunca saberei o quanto terei de lutar até ao resto dos meus dias...
Ninguem sabe...
O futuro será o que será...
E eu cá estarei para o receber...
Talvez mais mascarada ainda...
Talvez mais marcada...
Talvez mais louca...
Mas mais forte também...
Se eu não for forte por mim...
Ninguem será...

sábado, 14 de agosto de 2010

Going Away



If that is what you wanted, you will have it in the hardest way
I´m not afraid of life or pain, i´m stronger than what you might believe
You will miss me. i want to see that true, but you will never miss me, you have never ever love me
Where is the true love you told me sometime ago that you felt for me?
Since i was born, did you ever see the real me?
Was i only a child that you say to them with proud that i was your´s just to impress your friends?
Who am i to you?
I´m i a toy in your hands, was i ever in your heart?
You say you don´t want to see me anymore, you say that i am dead to you, what have i done to deserve this from you?
Do you know how much you hurt me today?
Do you know that you made me cry?
Maybe one day you will understand how does it feel to treat me like you do!
I will never go back and call you searching for your love, if i am dead to you so you are the same to me!
He is not hangry with me, you know it and i know it to, today i saw tear´s in his eyes, he was sad with you, not with me.
I dont know what the future will bring to my life but i will do my best to deserve hapiness, to love and be loved back.
I will not remember you and if i do i will remember the way you hurt me and treat me bad, with no respect
I am a good person, i will follow my dreams, i will run for them, i will be me now and then, sorry if i´m not the person you expect me to be but this is who i am, i like this me and i will not change for you because you have never change for me
What move you to end with all that i dream for me and for my one life?
I will make it, with or without you
In a few years you will look into your past and you will cry, you will find that i loved you even with all the sadness you cause me, you will find yourself all alone and that is the real sadness, i´m not scared to be alone, i´m a dreamer but i´m a strong woman
You will never be more stronger then my faith in me
Goodby

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Madona


Ficas um pequeno tornado quando trazem ventos para a tua porta sem serem convidados!
Os nervos que te forram os olhos, o vermelho que te enche a côr da pele...
Estas em chamas por dentro, por fora eu noto isso, passas-me o que sentes porque sinto o mesmo, noutro corpo sim, mas as minhas forças debatem-se sobre as mesmas merdas que te fodem o juizo!
Querias revirar-lhe o pescoço e cortar-lhe a parole, a conversa da treta que nos têm lixado os dias, diz-lhe que és português e não estupido.
Reviramos as horas ao contrario e os planos florescem rapidamente, temos pressa de os meter em papel e dar-lhes vida, não estamos a perder tempo, não são planos para diário, são linhas de seguimento que queremos erguer já amanhã se possível.
Incrédulos ficariam os outros se nos vissem, deviam achar que não paramos para pensar, e estão certos, não paramos porque não temos tempo para isso, o futuro esta á nossa espera e não aguentamos mais estas algemas que insistem colocar nas nossas mãos.
Dê por onde der, we are gonna make it, tu sabes e eu sei, vamos tranquilamente brincar com esta porcaria toda e vamos tambem em breve rir-nos destes momentos num paraiso no Hawai com colares de flores penduradas nos nossos pescoços e uma bebida fresca nas mãos, os nossos corpos colados na dança e rendidos á musica, tão bom!
Dás-me nervos quando ficas stressado, fazes-me rir contigo, implicas com toda a gente, até com as gatas!!!!!!
Gozas com a minha forma de rir mas os teus olham dizem que o meu sorriso te ilumina!
Agarra essas ideias nossas, fixa-as no teu caderno de capa azul e o depois vai ser já agora!
Eu já te acalmo, eu já te relaxo, descontrai, forget all the problems and come away with me...
Let´s take a walk into the other side!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Trust


Quando gostares gosta mesmo, sê trancendental, passa todas as barreiras e supera todos os desafios, eles só existem para te fazer ver que tens sempre forças para levantar a espada ao alto e lutar mesmo que a batalha apareça inesperadamente na tua vida!
Se és guerreiro ou guerreira olha mais além, alcança o teu futuro e agarra-o, não o deixes escapar, persegue-o, corre, corre sem parar, sê destemido, sê o herói da historia da tua vida!
Por vezes os teus pés estão bem acolchoados num bom sapato feito para o teu tamanho e tu moldas-o com o andar, mas existem dias de caminhadas descalças sem protecção e que causam dor, muita dor, mas mesmo assim, engole em seco, seca as lágrimas, lambe as feridas e segue em frente, se sabes que é essa a vida que queres não duvides da tua intuição!
Se no caminho te cruzares com algum monstro que te assuste, faz-lhe o ruido mais assustador que puderes e faz nascer no teu rosto a expressão mais feroz que conseguires, vençe-o, não vires o olhar, ele vive no teu medo, se mostrares que és mais monstro que ele, tudo não vai passar de um pesadelo para ti!
Se ninguem concordar contigo, se todos parecerem não saber do que tu falas, se achares que falas uma lingua diferente do resto do mundo, acredita em ti, os outros são os outros, tu és tu, tu es o centro da tua vida!
Entende-te e se for importante para ti os outros talvez te entendam um pouco, não esperes muito nem vivas de expectativas, alguem te entende, podes não acreditar mas é a verdade, podes nem conheçer o rosto desse alguem mas isso não invalida a sua existencia, até porque, pensa bem, tu sentes que existe não sentes?
Deep down inside! Look and you will see...
Respira com calma, foca os teus pensamentos e não te deixes derrubar nunca, sê a diferença nos outros, sê a musica que controla as atitudes, transforma-te em ti mesmo e apresenta-te a nós...
Who are you?
Sabes quem és e o que queres, ganha confiança, rebenta esses muros que te cortam as saidas, abre caminho pelo deserto, pelo mato, de dia ou de noite, mas quando partires, leva o teu amor proprio como bateria, respira dele e vais trunfar...
A vida só assim faz sentido...

O Adamastor


Ele dizia-me:
Vez ali ao fundo, é o Cabo Espichel, já lá foste?
Eu disse que não e fiquei a ver os olhos dele debaixo do brilho do sol, como se fossem duas orbitras e o sol rodasse lá dentro a arder...
Pensava:
O que tera esse lugar de diferente que me faz ve-lo desta forma, com este fogo no olhar?
Uma toalha para dois, uma praia cheia de pessoas que se evaporam com um lançar de pestanas, a sensibilidade ao rubro!
As conversas com as portas escancaradas, as palavras a dançarem umas com as outras num átrium antigo, os ruidos da criação das frases, a explosão dos sons após serem proferidas sentenças do passado, a certeza de nunca nos puderem enjaular, o desejo de mais...
Os pecados confessados com gosto, os ultimos riscos de uma espécie de medo sem ser medo a morrerem, a sede a formar água na boca, os sorrisos de escuros partilhados...
Depois o amor, a importancia do amor para nós, aquilo que não lhe queremos fazer, o selo do respeito que lhe temos...
Seguimos estrada fora e levas-me onde tanto precisas ir, desta vez, pela primeira vez, queres uma companhia que vive dentro de ti, aquela força que ganhou vida á tua frente, eu!
Tal como disse que iria ser, lembro-me hoje e irei sempre lembrar-me de me olhar, ver-me com a tua t-shirt preta, o meu vestido alegre, nos pés as sandálias brancas que faziam contraste com a minha pele morena...
Os teus braços á minha volta, as nossas bocas ainda brancas do pão com chouriço que comemos deliciados, o teu beijo frio da cerveja que bebias, tudo certo, tudo perfeito, pode parecer tudo estranho mas para mim esta tudo exactamente como deve estar...
Junto a uma pequena casa com simbolos católicos pousámos os nossos corpos, tu sentado no muro com o mar gigante atrás de ti, eu na tua frente envolvo-te num abraço, não sei porquê, tu tambem não deves saber mas ficaste pequeno, foste meu filho por momentos e amei-te maternalmente...
Tu admitiste esse amor que sabes ser raro acontecer-te, mas que aconteceu comigo e eu amei-te assim tambem, da mesma forma que se não me amaste já como pai, provavelmente irá acontecer no futuro!
Agora a parte que tu já sabes mas que o mundo ainda não sabe:
O Cabo Espichel olha-nos de cima e com os olhos rasgados respira fundo e filtra o nosso amor, aprova-o e demonstra a sua benção através do envio de palavras mudas que voam no vento contra nós, agarram-se aos nossos ouvidos e atiram-se lá para dentro, misturam-se no encontro do nosso coração e da nossa mente e renascem com som nos nossos lábios quando dizes que me amas e eu digo que te amo ainda mais!

domingo, 8 de agosto de 2010

Church


As portas altas abrem-se perante um empurro das tuas mãos, olhamos os nossos monstros nos olhos e sinto dificuldade ao entrar mais dentro deste local, o monstro espreita por tras dos meus olhos e começa a dar murros no meu peito de dentro para fora, como se em vez de esqueleto o meu corpo fosse feito de tubos de aço que o meu monstro sacode enquanto quase dobra as barras com a vontade que tem de me abrir ao meio e mostrar as suas garras...
Na minha mente vejo as barras derrotadas, a máscara do meu corpo partida em dois pedaços que caem como papel no chão tanto do lado direito como do lado esquerdo do monstro, ele dá um passo em frente e tudo treme, treme o chão treme o tecto, tremem os santos e todas as pinturas nas paredes, volta atras e vai beber a água benta com a lingua a arder a deitar fumo de cada vez que a atira á fonte, age como o animal que é...
Depois limpa-se aos pulsos que ficam molhados e sujos e começa o divertimento, as pessoas perdem a noção da realidade, o meu monstro ganha a força do maior pecado desejado por cada uma destas pessoas...
Para uns sou uma menina doce e inocente que suplica por novas experiencias, para outros sou um jovem atraente e musculado que transpira sexo, outros ainda querem a mãe num sentimento demasiado eufórico...
Por fim existem os meus predilectos, os que me veems e me querem como sou, querem ser voluntarios, querem matar a minha fome, querem ser devorados por uma besta, veem isso como um prazer doloroso, não veem o horror, só estes chegam mais além, a estas almas vou dar um sofrimento mais praseroso, o final é o mesmo, não existe perdão debaixo da minha mão nem da minha lamina...
Um por um tiro-lhes a vida, vejo-os dar o ultimo suspiro, inalo aquela brisa meio viva para dentro de mim e vou colocando um por um na jaula que tenho no local do coração, uma cela onde prendo as almas que fiz minhas...
No fim do espectaculo este monumento nunca esteve tão belo, as paredes cremes, os anjos de porcelana, as tintas dos quadros, agora tudo esta com vermelho a escorrer, fresco e espesso...
A minha vitima preferida da noite esta deitada quase nua no altar, esta branca, com um corte profundo na garganta, as roupas estãos rasgadas e tem um sorriso nos labios...
O monstro entra no meu fato, acomoda-se la dentro, sacode-me para juntar as barras de ferro á pele, depois tu abres a porta e saimos, estamos felizes, eu saciada e tu louco ainda a delirar com o que viste...

terça-feira, 27 de julho de 2010

Jaime....




One upon a time...
Estava eu no Porto, cheguei ao hotel cansada de um longo dia de trabalho, atirei-me para cima da cama e adormeci de imediato, passado minutos senti-me a acordar, algo não estava bem, só conseguia estar consciente, não conseguia mover o corpo. Conseguia ver pelo canto do olho uma espécie de fumo denso negro a impor-se nu fundo da cama, não tive duvidas de que era uma má energia, tentei gritar e fugir mas não conseguia emitir nenhum som, no desespero tentei pedir ajuda a alguma entidade superior, após um longo periodo de agonia, acordei do pesadelo, tapei-me com um cobertor e fiquei ali, na cama, assustada, com medo de voltar a adormecer.
O medo tinha a sua razão de ser, sem sequer dar luta, sem sequer me aperceber, caí no sono novamente, caí no pesadelo novamente, mesmo onde tinhamos ficado, eu sem me mover, o fumo negro, cada vez maior junto á minha cama, o meu medo, depois a minha curiosidade a tentar enfrentar o medo, nunca tinha sentido tanta dificuldade em olhar algo tão escuro, não consegui ver para la da nuvem que crescia na minha frente.
Acho que a minha determinação foi sentida quando o olhei e o enfrentei, nao gostou de ser desafiado, e eu sabia que aquela força não me queria bem, tentei concentrar-me novamente e pedi aos seres de luz que me protejam e me ajudem a sair daqui, o fumo começa a avançar no meu sentido, fecho os olhos e sinto-me a sair da escuridão, sinto o meu corpo a querer mexer-se, consigo abrir os olhos e respirar, desta vez estou ainda mais assustada, estou a tremer, prometo a mim mesma que não volto a dormir esta noite, meto-me debaixo do chuveiro, depois faço uma chamada para a minha madrinha em quem confio, ela acalma-me, diz-me para não ter medo e acreditar na minha força interior.
Diz-me que não devo permitir ser ameaçada, tenho de demonstrar que tambem tenho energia, tenho muita luz!
Fiquei horas acordada, lutei contra o peso nos meus olhos, lutei até ao fim, mas sucumbi ao sono, não queria acreditar que estava pela 3 vez em contato com esta entidade que não para de me perseguir.
Após as palavras da minha madrinha sinto-me mais forte, agora mesmo dentro do pesadelo consigo mexer o meu corpo, saíu disparada da cama e caiu no chão, rastejo com os pés e com as mãos para longe dele, tenho receio das suas intenções.
Atrevo-me a subir o olhar, tento suportar o negro a bater-me na alma e embora no principio so veja fumo, começo a distinguir um manto na minha frente, uma especie de cobertor que tapa um corpo que sinto estar dilacerado, quase que afirmava que este corpo escondido esta rachado, esta perfurado, esta morto!
Continuo a olhar cada vez mais para cima, por fim vejo umas mãos a segurar no manto, umas mãos sujas, feitas de pele jovem e falecida, as unhas sujas, os nós dos dedos tao magros, pensei em não olhar mais, nao quero ver o seu rosto, não quero!
Mas os meus olhos ganham vontade propria e olham agora directamente o rosto dele, é um homem, um rapaz, a cor de pele não é branca, não é pálida, é uma cor que nao existe, é uma cor sem vida, tal como os olhos que são fundos e vazios, o cabelo é oleoso, sujo tambem, o rosto com olheiras negras e labios roxos, nao consigo falar, estou presa naquela morte, não tenho tempo, ele vai fazer-me mal, fecho os olhos e preparo-me para o pior, ele vai fazer-me mal!
O tempo não começa e ele desloca-se na força do espaço, quando o sinto prestes a embater no meu corpo e a levar-me a vida, ele muda de direcçao e passa entre os meus cabelos, passa junto ao meu ouvido e sussura com uma voz de desespero......Jaime...

Anos depois estava eu a trabalhar, estava a fazer entrevistas para novos candidatos, ja tinha falado com pessoas o dia inteiro e confesso que já não estava muito atenta.

O proximo interessado senta-se na minha frente, olho para a ficha de inscrição e nao vejo o nome dele, pergunto como se chama sem o olhar, e aí que ouvi aquela voz assustadora a dizer...Jaime...

Olhei rapidamente para a pessoa na minha frente e reconheci-o, era ele, mas estava vivo, pelo menos por agora...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Who i am


Gosto de estar aqui no sofá vermelho e ouvir os pássaros a cantar lá fora!
Gosto de meter a mão dentro da minha cabeça e ir agarrando os pensamentos, um por um!
Não gosto de me aperceber que as pessoas mal-amadas não desejam amor ao próximo!
Não gosto de pessoas que fazem raves em casa depois da meia-noite!
Gosto de ser susceptivel a qualquer animal que veja na rua, quero sempre dar uma festinha e trazê-los para casa!
Gosto quando as crianças me olham e sorriem, fico criança com elas!
Gosto de ter a mania das perfeições, comigo nada funciona a meio-gas!
Gosto de beber café de manhã, muito café e pouco açucar!
Não gosto de pessoas que conseguem deslumbrar algumas vezes e depois perdem essa capacidade.
Gosto de receber flores!
Gosto de ouvir musica enquanto tomo banho!
Gosto de ver um bom filme enrolada no corpo de quem amo!
Não gosto de pessoas que falam e depois não conseguem argumentar a sua tese!
Não gosto de ter de acordar cedo todos os dias para fazer algo que não me completa!
Gosto de escrever sobre o que sinto e sobre o que vejo que os outros sentem!
Gosto de carinho, gosto muito de carinho, dar e receber!
Gosto de ver uma criança a dormir nos meus sonhos!
Gosto de pensar no que vou vestir quando vou estar com alguem que é muito importante para mim!
Não gosto de ver que muitos conhecidos nunca passam disso mesmo!
Gosto de ir vestida para dentro da ribeira quando vou ao Alentejo!
Gosto de ler um bom livro ao por do sol!
Gosto de pensar numa lareira, em dois copos de vinho e eu e ele!
Não gosto de pessoas invejosas, pessoas que não suportam um não!
Gosto de abraçar as minhas gatas e sentir o pelo fofo delas na minha pele!
Gosto quando sinto vontade de aprender a cozinhar, sinto-me motivada!
Não gosto dos condutores de domingo que saem de carro durante a semana!
Gosto do silêncio quando preciso de chorar!
Gosto de falar com pessoas estimulantes intelectualmente!
Gosto de ser uma mulher determinada e lutadora!
Não gosto quando me dizem que não vou conseguir isto ou aquilo!
Gosto que não tenha de ser sempre eu a tomar a iniciativa!
Gosto de olhar o mar, esteja calmo ou zangado!
Gosto de me deitar nos campos verdes e olhar o céu!
Gosto de fumar um cigarro quando fico nervosa!
Gosto que leiam os meus textos!
Gosto de amar e ser amada!
Gosto de viver a vida e ser feliz!

This is who i am...and more...